Contradição seja bem-vinda! Por Daniel…

Contradição seja bem-vinda!

Por Daniel De Nardi

Toda vez que uma contradição às nossas opiniões aparece, nosso primeiro instinto não é entender o outro lado, mas rebater com a máxima veemência, pois se a outra opinião prevalecer sairemos derrotados. Repare que a estrutura do pensamento está repleta de dualidades “minha opinião”, “prevalecer”, “derrotados”. No inconsciente é assim que sentimos, infelizmente.

A conseqüência disso é o baixo aprendizado e a falta de consciência de que pode haver uma ideia que é melhor que a sua e que a do outro também, um insight que transcenda essa dualidade e que seja mais abrangente que as duas. Jamais devemos criar esse bloqueio em relação às contradições, o que elas fazem é melhorar nossa forma de expor nossos pensamentos e fortalecer nossas convicções.

Para conseguirmos tal nível de aprendizado é preciso que, antes de qualquer coisa, aprendamos a ouvir com sinceridade. Escutar com empatia, com o coração, sem julgar, apenas absorvendo o conhecimento e colocando-se realmente no lugar da outra pessoa. Tente entender profundamente e perceber o motivo mais profundo pelo qual a pessoa apresenta aquela colocação. Nem sempre ela está contra, às vezes apenas não soube se expressar ou você não se explicou bem.

Esse tipo de audição profunda possibilita que os pensamentos e sentimentos das outras pessoas penetrem profundamente o nosso ser. No entanto, para ouvirmos dessa maneira é necessário que estejamos fortalecidos internamente. É importante que você tenha muito claro quais são os princípios que vêm da sua mais profunda consciência. Esses pontos não podem mais estar vulneráveis, caso contrário o tornarão totalmente suscetível a influências externas. Você se tornará altamente instável e logo em seguida infeliz. Por isso necessitamos de amadurecimento interno, conquistando através do autoconhecimento a consciência do que realmente são princípios imutáveis para nós nessa vida, e desses jamais devemos abrir mão.

Contradições devem sempre ser bem vindas, elas nos possibilitam ver o mundo sob outro prisma de uma forma que pode estar acima da sua maneira. Podem ainda gerar união de opiniões que levarão uma ideia sublime a muitas pessoas. Opiniões contrárias às nossas jamais podem gerar melindres ou desagrados em nós, elas fazem parte da vida e ainda bem que nem todos pensam igual, caso contrário qual seria a graça do mundo?

A transcendência da dualidade é um grande desfio humano. Conquistar a capacidade de ouvir opiniões e não julgá-las, mas apenas entendê-las é um dos maiores conhecimentos que podemos ter na vida. Disso resultará uma abrangente visão do mundo e uma capacidade de aprender com todas as situações, sejam elas “boas ou ruins”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>