O que faz a vida ser boa? O que nos…

O que faz a vida ser boa?

O que nos mantém felizes e saudáveis ao longo de nossas vidas? Onde você investe sua energia e tempo? O que te move a seguir em frente a cada dia? Uma recente pesquisa mostrou que o objetivo mais importante para a geração millennial, em mais de 80% dos casos, é ficar rico. Desses jovens, 50% ainda consideram ficar famoso outro grande objetivo de vida.

Atualmente somos pressionados a trabalhar em longas jornadas, a atingir metas cada vez mais estressantes , entregar constantemente e conquistar mais e mais. Isso nos mostra que essas coisas devem ser mais valorizadas do que uma boa qualidade de vida. Mas será que é isso que nos realiza e de fato nos faz mais saudáveis e felizes?

Uma das maiores e mais longas pesquisas já realizadas, The Harvard Study of Adult Development, acompanhou por 75 anos a vida de 724 pessoas nos Estados Unidos. Ano após ano, os pesquisadores acompanharam seus trabalhos, hábitos e rotinas, suas vidas familiares, saúde e também como suas vidas seguiram ao longo desses anos.

Essa pesquisa mostrou que após décadas e décadas de acompanhamento, o que moveu essas pessoas não foi riqueza, fama ou anos de trabalho pesado, mas sim, as boas relações humanas, os vínculos afetivos que foram criados entre familiares, amigos e companheiros.

A pesquisa apontou três grandes lições sobre relacionamento humano:

A primeira lição é que nossas conexões sociais são extremamente benéficas para nós e que a solidão pode matar. Isso demonstra que pessoas que são mais socialmente conectadas com familiares, amigos e comunidade são mais felizes, psicologicamente mais saudáveis e vivem mais. Pessoas que vivem isoladas tendem a serem menos felizes, menos saudáveis, viverem menos e até perdem mais cedo algumas funções cerebrais.

A segunda lição é que não importa o número de amigos que temos, mas sim a qualidade das amizades e dos relacionamentos. Afeto e carinho são a base de boas relações.

A última lição é que boas relações não protegem somente a nossa saúde, mas também nosso cérebro. Relacionamentos que nos dão segurança emocional são benéficos para nossa memória e nos impulsionam a vivermos mais.

Dentro do DeROSE Method buscamos uma forma mais sensível e amorosa de nos relacionarmos com nossos familiares, amigos, parceiros e até mesmo desconhecidos. Somos uma cultura, um estilo de vida que busca por aprimoramento e desenvolvimento constantes, inclusive na forma como nos relacionamos com o próximo.

Utilizamos técnicas que aprimoram o indivíduo, desenvolvendo capacidade pulmonar, ganho de vitalidade e energia, bem como tônus muscular e flexibilidade, administração das emoções e desenvolvimento de mais concentração e foco. Associado às técnicas trabalhamos a reeducação comportamental como forma de estabelecermos melhores relações humanas, impactando positivamente na maneira como interagimos com o mundo em que vivemos.

“Não há tempo, tão breve é a vida, para brigas, desculpas, rancores, justificativas. Só há tempo para amar, e apenas um instante, por assim dizer, para isso.” Mark Twain.

Fonte: TED Robert Waldinger
Para mais conteúdo acesse:
https://www.facebook.com/derosefanpage

Por Roberta Parente
Instrutora do Espaço Itaim do DeROSE Method

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>